posted by joao

Sporting
Clube de Portugal participa no dia 10:10:10 inscrevendo-se no 10:10

A poucos dias do dia 10:10:10, Dia Mundial de Acção Ambiental, o Sporting Clube Portugal envolve-se nesse grande acontecimento aderindo à campanha 10:10.

O Sporting torna-se assim um dos maiores clubes mundiais a assumir o compromisso 10:10, juntando-se a grandes clubes como o Benfica e o Tottenham (entre outros) na luta por um planeta mais sustentável.

Tal como os clubes, já mais de 100 mil pessoas, famílias, escolas, universidades, empresas e outras organizações assinaram já o mesmo compromisso: de tentar reduzir as suas emissões de carbono a partir de 2010. Só em Portugal, são já mais de mil pessoas e cerca de 100 organizações inscritas.

Por isso, o Sporting apela a que o universo sportinguista imite a decisão tomada pelo clube:

Apelamos a todos os sócios, adeptos ou simpatizantes que se juntem a esta causa e se inscrevam na Campanha Ambiental 10:10 Portugal, em http://1010.pt, e ajudem a reduzir as emissões de CO2 no nosso País.


Segundo o Sporting, o clube está já empenhado em cumprir a missão de reduzir, ao máximo, o impacto ambiental das suas actividades. No entanto, em breve tentará pôr em prática novas medidas que permitam reduzir ainda mais a pegada de carbono do Complexo Alvalade XXI, tais como:

  • Processo de certificação energética no estádio (em curso). 
  • Desenvolvimento de acções de sensibilização junto de colaboradores e utentes para a promoção da utilização racional de energia eléctrica e de água;
  • Renovação tecnológica de alguns equipamentos/instalações por outros mais energeticamente mais eficientes. Por exemplo, substituição das TV´s existentes por LCD´s que permitem uma redução do consumo de energia eléctrica;
  • Melhoria da envolvente passiva dos Edifícios;
  • Instalação de sistemas solares térmicos para aquecimento de águas sanitárias e das Piscinas do Multidesportivo;
     

Destaca também outras medidas que já estão implementadas:

  • Em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa apelamos aos nossos sócios e adeptos que se desloquem para o estádio José Alvalade utilizando a rede de transportes públicos;
  • Os suportes físicos do produto “GameBox” são feitos em papel reciclável, bem como, os Relatórios e Contas;
  • Reciclagem de resíduos sólidos urbanos, nomeadamente em grandes eventos, através da segregação e reciclagem dos resíduos recolhidos;
  • Instalação de painéis solares na Academia, para aquecimento de águas sanitárias;
  • Racionalização do consumo de água através de fluxómetros temporizados nas instalações sanitárias;
  • Tratamento dos efluentes residuais do estádio José Alvalade através de processos micro-biológicos (produtos biodegradáveis), por exemplo, utilização de produtos biodegradáveis na fertilização do relvado;
  • Existência de sistemas de iluminação eficiente, em particular nas zonas de ocupação permanente do Estádio e Academia (Escritórios, Auditório, Entrada VIP etc.) com lâmpadas eficientes (fluorescentes tubulares T5, fluorescentes compactas) e respectivos balastros electrónicos ou Led´s (Centro de Atendimento a Sócios do Sporting);
  • Existência de detectores de movimento para comando da iluminação (copas e instalações sanitárias);
  • Instalação de baterias de condensadores nos Quadros Eléctricos Gerais dos Edifícios (Estádio, Multidesportivo, Academia) para correcção de factor de potência, reduzindo a factura energética;
  • Instalação de variadores electrónicos de velocidade para comando de alguns motores da Central Térmica do Complexo Alvalade XXI, permitindo a racionalização e a redução dos consumos de energia;
  • Existência de uma Central Térmica no Complexo Alvalade XXI, permitindo a produção centralizada, e por isso mais eficiente, de energia térmica frigorífica e calorífica para todos os consumidores estabelecidos no Complexo (Estádio, Multidesportivo, Holmes Place, Alvaláxia e Clínica CUF);
  • Existência de sistemas de Gestão Técnica Centralizada das instalações, permitindo monitorizar e controlar, de forma automática, os vários equipamentos dos sistemas energéticos dos edifícios (Estádio, Multidesportivo, Academia), permitindo efectuar uma utilização racional de energia e proporcionar níveis adequados de conforto;
  • Estabelecimento de Planos de Manutenção preventiva e correctiva adequados às instalações electromecânicas, por forma a garantir o funcionamento eficiente das mesmas;
  • Programação de intervenções de manutenção e/ou ensaios às instalações electromecânicas para horas de cheias e vazio (quando possível) em detrimento das horas de ponta;
  • Substituição dos computadores convencionais por computadores portáteis, energeticamente mais eficientes;
  • Implementação de medidas para a redução do consumo de papel, nomeadamente através da distribuição de faxes e de outros documentos em suporte digital.